Tópicos: EAD Mercado de Trabalho

Na busca por emprego, é muito importante saber como preencher um currículo do jeito certo para não passar batido na mão de recrutadores. Esse documento precisa ter alguns elementos essenciais para que você consiga ser verdadeiramente representado. Tem bastante gente que não é chamado para entrevista por conta de erros no currículo, então muita atenção!

Neste texto você aprenderá como preencher um currículo da melhor maneira, em passos simples e fáceis de ser aplicados. Se você conseguir seguir os passos a seguir, com certeza poderá fazer um bom currículo. 

Quer aprender? Então, segue o passo a passo. 

como-preencher-curriculo-6-passos

1. Atenção aos dados pessoais 

Os dados pessoais em um currículo são bem resumidos, além disso, é muito importante que você deixe essa informação bem visível, de preferência no topo do documento, para que seja uma das primeiras coisas que o recrutador consiga identificar. 

Os dados pessoais essenciais são:

  • Nome completo
  • Número de telefone
  • Seu e-mail profissional

Essas informações são básicas para que o recrutador consiga entrar em contato com você, para dar seguimento ao processo de seleção e marcar sua entrevista. Mas também existem outras informações adicionais que você pode colocar, como:

  • Endereço completo, especialmente se você se aplicar para uma vaga em outra cidade.
  • Seu perfil profissional do LinkedIn. Tenha certeza de que lá o recrutador encontre um bom perfil, preenchido com informações relevantes.
  • Dependendo da vaga, informações como CNH 

E muito cuidado ao colocar algumas informações! Você precisa se certificar de que não existe nenhum erro nas informações. Saiba também que RG, CPF e estado civil são informações irrelevantes em um currículo, então nem precisa se preocupar com isso.

Se seu e-mail foi criado há muito tempo e contém apelido ou algo do tipo, já passou da hora de criar outro. Seu e-mail precisa ser simples e de preferência fazer referência só ao seu nome. Afinal de contas, entre oliveira.joao@email.com e jaozinholiveira_123@email.com  quem você acha que tem mais chances de ser levado a sério? 

O mesmo vale para o seu perfil profissional. Muito cuidado com o seu comportamento online, principalmente naquilo que você coloca no LinkedIn, desde a foto que você utiliza no perfil, até mesmo suas postagens e interações na rede social.

Lembre-se de colocar essas informações em um local de destaque! Aqui vai um bom exemplo de como preencher um currículo com seus dados pessoais:

Nome: João Oliveira dos Santos

Telefone: (xx) 1234 - 5678

E-mail: oliveira.joao@email.com

LinkedIn: https://www.linkedin.com/seu-perfil

Endereço: Rua dos Anjos, 401, Jardim Novo Centro, Joaçaba - SC

2. Coloque sua formação acadêmica 

É nessa seção do currículo que você coloca todas as informações importantes sobre os seus estudos. Mas para colocar informações relevantes, você não precisa detalhar todas as instituições que você estudou. 

Uma boa dica de como preencher um currículo profissional é você colocar sua formação mais recente! Se você não possui formação em um curso superior, coloque apenas os dados de onde terminou o ensino médio.

Caso você tenha uma graduação, coloque as informações mais importantes, como o nome do curso, o nome da instituição de ensino superior e o ano de conclusão. Agora se você ainda não terminou o sua graduação, é importante especificar que ela está em andamento, assim como a data de início e a data prevista de conclusão.

Na formação acadêmica, você lista todos os cursos que fez e que sejam relevantes para a vaga. Nada de colocar aquele curso de jardinagem feito em 1999 se você está procurando uma vaga para auxiliar odontológico. Não vai acrescentar em nada, muito pelo o contrário, pode tirar a credibilidade do seu currículo. 

A ordem dos cursos listados precisa ser do mais recente para o mais antigo, veja como preencher um currículo com sua formação acadêmica de forma relevante:

  • Pós-graduação em Gestão Estratégica, Universidade X, Joaçaba - SC, 2020 (em curso)
  • Bacharelado em Administração, Universidade X, Joaçaba - SC, 2015 - 2018.

3. Inclua sua experiência profissional 

A seção de experiência profissional costuma dar muita dor de cabeça para as pessoas, especialmente em casos de recolocação profissional, em que as pessoas se sentem inseguras com a relevância de suas experiências passadas. 

Mas não precisa ter medo, esse campo pode parecer inocente para alguns que acreditam que ele serve só como uma “linha do tempo profissional”, mas tem muito mais para ser analisado aqui do que só seu histórico de trabalho.

Se você não souber como preencher um currículo, pode acabar sabotando suas próprias chances, por mais que você tenha coisas boas para apresentar aos recrutadores! 

Na hora de colocar suas experiências profissionais é bom colocar o nome da vaga, mas é essencial que você faça um resumo de todas as suas atividades principais do cargo exercido.

Pense assim, se tudo o que tem no campo profissional é uma linha do tempo de cargos que você passou, isso não diz muito sobre tudo o que você fez enquanto trajetória profissional, e aí fica mais ou menos assim:

  • 2019 - Gerente de Vendas em Dois Irmãos 
  • 2017 - Representante Comercial em Dois Irmãos
  • 2015 - Assistente Comercial em Dois Irmãos
  • 2014 - Estagiário Administrativo em Dois Irmãos

O jeito certo de como fazer um currículo profissional seria dar mais destaque para suas atividades, mas também listar conquistas alcançadas por você durante o tempo de atuação profissional. Veja o exemplo:

  • 2019 - Gerente de Vendas em Dois Irmãos. Responsável pelo gerenciamento da equipe de vendas, avaliações de mercado, desenvolvimento de metas e estratégias para a equipe. Nossa equipe conseguiu exceder as expectativas de vendas por quatro meses seguidos, adotando as estratégias propostas por mim.
  • 2017 - Representante Comercial em Dois Irmãos. Visitava possíveis clientes para apresentar os produtos e finalizar vendas. Cuidava do controle de pedidos e estoque, além de todo o processo de pós-venda. Fui responsável pela fidelização de mais de 50 clientes ao longo de dois anos de atuação.
  • 2015 - Assistente Comercial em Dois Irmãos. Fazia o controle de estoque para os Representantes, além de elaborar propostas comerciais e análises de mercado para buscar soluções melhores para os vendedores e clientes.
  • 2014 - Estagiário Administrativo em Dois Irmãos. Responsável por rotinas administrativas internas, como verificação de inventário, e relatórios mensais de vendas. Fui reconhecido como estagiário do mês por três meses seguidos e no fim do contrato, fui convidado a permanecer na empresa graças ao meu bom trabalho.

Dessa forma fica muito mais evidente todas as suas responsabilidades, assim como as suas competências em cada cargo que você já ocupou. Só não precisa detalhar muito, afinal de contas os recrutadores sempre lidam com centenas de currículos e você precisa ser direto ao ponto.

como-preencher-curriculo-6-passos-1

4. Sem experiência? Saiba o que colocar no currículo

Se você não possui nenhuma experiência profissional, não existe nada de errado nisso, afinal, todo mundo já passou por isso. Pode ser um desafio grande conseguir seu primeiro emprego, mas nada é impossível. Um jeito bom de como preencher um currículo sem experiências passadas é dar destaque para suas habilidades e competências.

Nas áreas de Recursos Humanos, as habilidades são separadas em dois tipos diferentes: hard skills e soft skills

As hard skills são aquelas habilidades que geralmente são adquiridas através de estudo e treinamento, como a graduação, cursos técnicos, idiomas, conhecimentos de informática e afins. 

Já as soft skills são competências que não se adquirem exatamente com um treinamento ou curso, como a facilidade de comunicação interpessoal, capacidade análitica, inteligência emocional, capacidade de resolução de conflitos sem ceder à pressão, e por aí vai.

Essa separação é feita pois existem muitas capacidades que envolvem as habilidades de um profissional e nem todas elas são ensinadas em sala de aula. Conseguir manter a calma diante de uma situação estressante é algo pessoal, por mais que você possa fazer um treinamento sobre este assunto, nada garante que você realmente domine essa habilidade. Mas se por acaso você já consegue lidar com esse tipo de situação, ponto positivo!

Como preencher um currículo não é tarefa fácil para quem não tem experiência profissional, destacar suas hard skills e soft skills é essencial para conseguir manter seu currículo forte! Aqui vão alguns exemplos de competências pessoais, hard e soft skills, mas lembre-se que a mentira não tem vez e você precisa mapear suas próprias qualidades!

  • Hard Skills: cursos, treinamentos, workshops. intercâmbios, idiomas, treinamentos específicos
  • Soft Skills: comunicação interpessoal, liderança, atitude positiva, trabalho em equipe, ética

5. Adicione outras habilidades 

Você sabia que recrutadores levam em média 6 a 10 segundos para descartar um currículo? Foi o que apontou uma pesquisa realizada pela Catho, uma das maiores empresas de recrutamento do Brasil em matéria divulgada no portal de notícias G1. 

Essa estatística pode assustar, mas a realidade é a de que recrutadores lidam com grandes quantidades de currículos e precisam de agilidade. A pesquisa apontou que de 100 currículos, apenas 15 são selecionados para serem lidos com mais atenção.

É muito importante que seu currículo seja completo e ao mesmo tempo, objetivo. Por isso, independentemente de quais informações você deseje adicionar ao documento é necessário fazer uma avaliação da relevância desse conteúdo

Um bom currículo possui no máximo duas páginas, mas é altamente indicado que você consiga encaixar todas as suas informações em apenas uma página.

Por esta razão, na hora de listar suas habilidades mais subjetivas e pessoais, é bom alinhar as expectativas da vaga com a relevância dessas habilidades. Afinal, de nada adianta você destacar uma certa habilidade se ela é muito específica e não tem relação alguma com a vaga para a qual você está buscando.

Uma boa dica de como preencher um currículo levando isso em consideração, é ter sempre em mente suas habilidades, sejam elas hard ou soft skills, para conseguir elaborar um currículo personalizado para cada tipo de vaga. Então você vai ter sempre o melhor currículo pronto para aquela vaga em especial.

Digamos que ao longo dos anos você acumulou diversos cursos, como: Jardinagem, Paisagismo, Gestão de Pessoas, Curso de Idioma, Graduação em Administração, Organização Pessoal, Correção do Solo, Técnicas de Plantio e Pacote Office. 

Todas essas são habilidades que você adquiriu, seja por fins profissionais ou pessoais. Não existe habilidade mais ou menos importante! O que existe são habilidades que se encaixam no perfil da vaga.

Se por um acaso você quiser se candidatar para alguma vaga na área administrativa, faz muito sentido você explicitar a Graduação em Administração, Pacote Office, Gestão de Pessoas e um curso de Idioma, enquanto os outros obviamente precisam ser omitidos do currículo. 

Mas da mesma forma, se você quiser se candidatar para uma vaga na área de paisagismo, com toda certeza os cursos de Correção do Solo, Técnicas de Plantio, Jardinagem e Paisagismo vão ser seu carro chefe.

como-preencher-curriculo-6-passos-2

6. Objetivo no currículo e resumo: como fazer? 

Na atividade de fazer um currículo e como preencher todos os campos da melhor forma possível, você já deve ter notado que objetividade é tudo! Justamente por isso existem dois campos indispensáveis para o currículo de qualquer pessoa: o objetivo profissional e o resumo. Você sabe para que serve cada um deles? Vamos te mostrar como aproveitar ao máximo cada um deles.

O objetivo profissional é uma das informações mais relevantes de seu currículo e ao mesmo tempo é um dos campos mais subestimados pelos candidatos. É nele que fica evidente a pretensão do candidato, não basta dizer que você quer ajudar a empresa a crescer com suas contribuições. 

É necessário focar em seus objetivos! Acredite, a empresa sabe muito bem quais são os objetivos próprios dela. Basta saber se os seus estão alinhados ao da vaga. Para isso existe uma solução muito simples: dizer qual o cargo que você pretende ocupar e porquê disso. 

Se a busca é por uma oportunidade em uma área de atuação que você já possui experiência, essa é a hora de mostrar um pouco sobre você. Da mesma forma, se você está buscando recolocação profissional é no objetivo que você explica o motivo. E se você não possui experiência, uma oportunidade de emprego por si só já é um bom objetivo. 

E uma vez que você alinhar o seu objetivo profissional, fazer o resumo de suas habilidades e competências fica mais fácil, já que geralmente elas são complementares ao seu objetivo. Um bom exemplo de objetivo e resumo profissional:

Objetivo Profissional: Assistente Comercial

Resumo: Possuo experiência de 3 anos como Assistente de Vendas na Empresa Z e busco por novas oportunidades de crescimento pessoal e profissional na área comercial. Para isso venho estudando Administração desde 2019. Tenho familiaridade com rotinas administrativas, elaboração de relatórios e controle de estoque.

O importante é lembrar que o currículo é só uma apresentação de suas características profissionais. Um bom currículo é aquele que concentra as informações certas para a vaga específica. Dessa forma, é muito importante saber alinhar suas experiências, habilidades e expectativas com as solicitadas para a vaga.

E seguindo esses passos de como preencher um currículo, conquistar um emprego vai ser questão de tempo. A alta competitividade do mercado faz com que um bom currículo seja aquele que tem a capacitação e treinamento necessários para a vaga. 

Pra finalizar, se você ainda não tem graduação, saiba que o EAD pode ser a solução para turbinar seu currículo e alavancar sua carreira!

Inscreva-se em nosso blog

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.